Português





Elenco:Adam Sandler, Kate Beckinsale
Gênero: Comédia dramática 
Classificação: 4/5


Em 'Click', o estressado workaholic Michael Newman (Adam Sandler) não tem tempo para sua esposa (Kate Beckinsale) e filhos, pois vive tentando impressionar seu mal-agradecido chefe a fim de conseguir uma merecida promoção. Então, ao conhecer Morty (Christopher Walken), um vendedor maluco, ele encontra a resposta para suas orações: um controle remoto mágico que lhe permite contornar pequenas distrações cotidianas com resultados progressivamente desastrosos. Mas quando utiliza demais o aparelho, deixando mudo, pulando cenas e voltando outras com sua família e amigos, o controle gradualmente toma conta de sua vida e começa a programá-lo nesta agitada e engraçada comédia totalmente fora de controle.


Click é um filme de comédia bastante engraçado, mas também capaz de arrancar lágrimas de pessoas um tanto sensíveis (Culpada). O filme também traz algumas lições, algo que você pode aplicar em sua vida. Mias um filme exibido na minha escola, e acredite conseguiu arrancar de mim e de alguns dos meus colegas muito mais que risadas.

Michael Newman é um homem que trabalha de mais, sem tempo para sua esposa e filhos. Quando ele encontra o vendedor Morty, surge a oportunidade de comprar um controle remoto universal, que é capaz de pular etapas de sua vida. Só que esse controle que antes parecia uma benção começa a se tornar um desastre.

Gostei bastante do enredo do filme, mas não acho que tenha sido o melhor do ator. Enfim, acho que faltou algo para ser classificado como nota "5", o filme é muito bom, mas para mim não foi além disso. Gostei, apenas isso. Mesmo assim indicadíssimo,  pra quem quer rir e quem sabe até chorar...


Um Sonho Possível

Elenco: Sandra Bullock, Quinton Aaron 
Gênero: Comédia dramática 

Classificação: 5/5



Michael Oher (Quinton Aaron) era um jovem negro, filho de uma mãe viciada e não tinha onde morar. Com boa vocação para os esportes, um dia ele foi avistado pela família de Leigh Anne Tuohy (Sandra Bullock), andando em direção ao estádio da escola para poder dormir longe da chuva. Ao ser convidado para passar uma noite na casa dos milionários, Michael não tinha ideia que aquele dia iria mudar para sempre a sua vida, tornando-se mais tarde um astro do futebol americano.
 


Só o fato de ter a Sandra (que é minha atriz favorita) no elenco já é muita coisa, mais o filme é muito mais do que uma atriz experiente e carismática. É uma história real, doce, na qual ensina a superar preconceitos, esse eu também assisti na escola, mas já havia assistido antes. O filme mostra muito drama, mas também consegue fazer com que nós demos risadas, e isso contribui muito para ser o que é.

Michael Oher, apelidado de Big Michael, teve uma infância muito sofrida, tirado da mãe ainda criança, ele vivia sendo mandado pelo governo para casas de pessoas desconhecidas das quais sempre fugia. Um dos seus amigos consegue uma vaga para ele em uma escola cristã, e lá ele conhece Leign Anne Tuohy, uma mulher muito rica que lhe dá abrigo por alguns dias, logo eles se aproximam, e se apegam cada vez mais, e com ajuda dela, consegue realizar seu sonhos de se tornar jogador de futebol Americano.

Na minha opinião é uma história real muito bem adaptada, a superação de Michael é comovente, e em vários momentos eu me vi pensando que se por acaso estivesse no lugar dele, será que faria o mesmo? Michael era um garoto que tinha tudo para dar errado, morava cercado por drogas e criminalidade,mas ele esqueceu de tudo isso para seguir seu sonho, e de alguma forma, deu certo. Acredite estou tentando soltar o minimo de Spoilers possíveis mas está bem difícil. Acho que não preciso dizer mias nada além de indicadíssimo, não é?





O Menino do Pijama listrado





 
Elenco:  Asa Butterfild, David Tewlis, Vera Farmiga, Jack Scanlon
Gênero: Drama
Classificação: 4/5


Alemanha, Segunda Guerra Mundial. O menino Bruno (Asa Butterfield), de 8 anos, é filho de um oficial nazista (David Tewlis) que assume um cargo importante em um campo de concentração. Sem saber realmente o que seu pai faz, ele deixa Berlim e se muda com ele e a mãe (Vera Farmiga) para uma área isolada, onde não há muito o que fazer para uma criança com a idade dele. Os problemas começam quando ele decide explorar o local e acaba conhecendo Shmuel (Jack Scanlon), um garoto de idade parecida, que vive usando um pijama listrado e está sempre do outro lado de uma cerca eletrificada. A amizade cresce entre os dois e Bruno passa, cada vez mais, a visitá-lo, tornando essa relação mais perigosa do que eles imaginam.
 


Esse filme eu assisti na escola, então já da pra imaginar que não é nem uma comédia romântica ou algo do tipo, e confesso que é de chocar. Acho que até o coração mais duro se amolece com essa história. Mas acho que o que choca não é mesmo a história, é o nazismo em si, um período tão obscuro da história do planeta, que acho que não merecia ter nenhum tipo de repercussão, seja em filmes, livros ou peças teatrais.


Bruno é um garoto que sonha em ser explorador quando crescer, obrigado a deixar a cidade onde morava quando seu pai é "promovido", ele e sua família vão morar em um lugar isolado sem nenhum sinal de crianças da mesma idade. Seu quarto tem vista para o que ele acredita ser uma fazenda, movido pela curiosidade, ele decide explorar as redondezas de sua casa. Até que encontra um menino todo sujo, que veste um pijama engraçado com listras, atrás de uma cerca de arame farpado nasce uma grande amizade , que pode ser simbolo de uma grande guerra- mais também de esperança.


Eu queria ler o livro mas confesso que fiquei um pouco traumatizada com o filme, então acho que não vou ter coragem para experimentar. Acho que apesar de tudo, o filme consegue ser belo, e mostrar que uma amizade pode superar qualquer coisa. Meu conselho é o seguinte para aqueles que são extrema mentes sensíveis não experimente assistir pois podem render várias noites em claro. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário